Relógio carbônico

Blog monitorado

Monitoramento de terremotos

Image and video hosting by TinyPic

O sol hoje! clique aqui.

sun

Clique e veja a lua

moon

Clique e veja nosso planeta.

eart

Tempo

OBA

TRADUTOR

Arquivo do Blog

Parceria

QUÍMICA PERIÓDICA

EDUCADORES MULTIPLICADORES

Terremoto no Japão com uma força de 16 mil bombas atômicas.






Um intenso terremoto de 8.9 graus de magnitude atingiu a região leste de Honshu, no Japão. O evento equivale à detonação de 16 mil bombas atômicas. De acordo com dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN), o mega terremoto de foi registrado ao leste da costa de Honshu, no Japão, as 02h46, pelo horário brasileiro (11/03/2011). O tremor ocorreu a 10 quilômetros de profundidade, abaixo das coordenadas 38.00N e 142.90E, cerca de 130 km de Sendai, 178 km de Fukushima e 373 km da capital Tóquio.
Pelo menos 18 países estão sob alerta de tsunami, incluindo as ilhas do Havaí, costa oeste do Alasca, Papua Nova Guiné e costa oeste dos EUA. Também está sob atenção a costa oeste sul-americana.
Este é o maior terremoto sofrido pelo Japão na Era Moderna e apesar do país ser altamente preparado para eventos desse tipo, a magnitude do tremor é tamanha que os danos deverão ser incalculáveis.
No blog Ciências aqui!!! você monitora os tremores de terra, veja link ao lado das postagens e confira onde a terra está tremendo em tempo real, com apenas um clique você confere o que está ocorrendo com as placas tectônicas do nosso planeta.

Um terremoto de 8.9 graus de magnitude libera a mesma energia que a detonação de 16 mil bombas atômicas similares a que destruiu Hiroshima em 1945, ou a explosão de 335 milhões de toneladas de TNT.
Cinco horas após o megaterremoto que atingiu a costa leste do Japão, a região da
ruptura já contabiliza pelo menos 35 aftershocks de grande magnitude, a maioria deles ultrapassando 6.0 graus. A maior réplica foi registrada 35 minutos após o evento maior, às 03h25 pelo horário de Brasília, a 19.7 km de profundidade.
Devido à grande intensidade e características da falha, são esperados novos fortes tremores nas próximas horas e nos próximos dias, mas que deverão diminuir de intensidade à medida que ocorra estabilização do local. No entanto, réplicas ainda deverão ocorrer por um longo período, que poderá ser superior a um ano.

Se o tremor dessa sexta-feira não for recalculado e tiver sua magnitude mantida em 8.9, a diferença de energia liberada entre esse evento e o terremoto do Chile em 2010, de 8.8 graus, será de 1,4 vezes. Em relação ao terremoto do Haiti, em 2009, que atingiu 7.0 magnitudes, esse sismo é 707 vezes mais forte.

Tempo de chegada das ondas:

Tempo de chegada do tsunami em diversos países:
Chile: 20h03 BRT - Peru: 21h41 - México: 13h50 - Taiwan: 06h40brt - Filipinas: 08h00 - Indonésia: 08h40 - Havaí: 10h46 BRT - Austrália: 12h35 BRT - Fiji: 12h37 BRT - Nova Zelândia: 19h15 BRT

O mapa acima mostra a altura potencial das ondas gigantes antes de atingir a costa dos países sob alerta.
Veja vídeo com imagens do terremoto que balançou o japão:


Fonte: Apollo11/UOL Notícias

0 comentários:

ENVIE UM EMAIL PARA O BLOG CIÊNCIAS AQUI!!!

Quem sou eu

Minha foto

Sou professor da rede privada de ensino lecionando as disciplinas Física, Química, Matemática e Ciências no COLÉGIO EFETIVO/MARTINS - RN. Graduado em Ciências com habilitação em Matemática - Licenciatura Plena - pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN -, graduado em Física - Licenciatura Plena - pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Professor de Física aplicada a radiologia, física aplicada ao petróleo e gás e Desenho técnico de cursos técnicos ministrados pela CENPE cursos, unidade Patu RN

Postagens populares

Seguidores