Relógio carbônico

Blog monitorado

Monitoramento de terremotos

Image and video hosting by TinyPic

O sol hoje! clique aqui.

sun

Clique e veja a lua

moon

Clique e veja nosso planeta.

eart

Tempo

OBA

TRADUTOR

Arquivo do Blog

Parceria

QUÍMICA PERIÓDICA

EDUCADORES MULTIPLICADORES

OPPORTUNITY DÁ ADEUS A SUA MISSÃO

No último dia 12 de fevereiro de 2019, a NASA deu por encerrada a missão do jipe-robô Opportunity na superfície de Marte. Projetado para operar por 90 dias, o valente jipe trabalhou por quase 15 anos no terreno de Marte, revelando detalhes e conhecimentos inéditos sobre o mundo marciano.
A última comunicação entre o Opportunity e os controladores da missão ocorreu em 10 de junho de 2018, quando uma gigantesca tempestade de poeira de proporções globais cobriu os raios de Sol, obrigando o jipe-robô a entrar em estado de hibernação devido à falta de energia.
Desde então, centenas de tentativas de comunicação foram feitas, a última delas em 12 de fevereiro.

"Eu estava lá com a equipe quando os últimos comandos foram enviados no céu profundo, mas nosso amado Opportunity permaneceu em silêncio", disse o administrador associado da NASA, Thomas Zurbuchen, durante a coletiva de imprensa.
"Embora triste, estou aqui com sentimento de profunda gratidão e declaro que a missão do Opportunity foi completada com o mais absoluto sucesso", completou Zurbuchen.

Muitas Descobertas
O jipe Opportunity é sem dúvida o testemunho do trabalho árduo e da alta qualidade das naves espaciais. O objetivo do robô era operar por noventa dias no Planeta Vermelho, mas a alta qualidade do projeto o fez permanecer em funcionamento por 14 anos e 293 dias, 55 vezes mais tempo que a vida útil planejada.
Durante seu tempo de funcionamento, Opportunity caminhou por 45,16 km da superfície.

Logo nos três primeiros meses após a descida no planeta, o explorador já havia descoberto evidências de que a água líquida já molhou a superfície de Marte. Durante quase 15 anos de serviço, descobriu meteoritos extramarcianos, explorou em detalhes vários novos locais, como a cratera Endeavor e analisou a rocha e o solo do planeta.
Junto com o orbitador Mars Global Surveyor, Opportunity criou o primeiro perfil de temperatura atmosférica de Marte e também fez importantes observações astronômicas, uma delas o registro dos trânsitos das luas Phobos e Deimos ao cruzar o disco solar.

A longa vida do explorador trouxe à luz características geológicas únicas do planeta. Para produzir dados, escalou 135 metros de altura e alcançou o Cabo da Tribulação. Na fase de descida, experimentou o declive mais íngreme da exploração espacial, com 32 graus, o que fez com que a areia acumuladas em seus painéis solares escorregasse.
Em seus muitos dias marcianos (sols), Opportunity teve a chance de coletar incríveis panoramas dos diferentes lugares por onde passou, inclusive o local onde seu escudo térmico impactou durante sua descida em Marte.

Entre as observações mais sugestivas e populares feitas pelo Opportunity está o time-lapse do pôr do sol azul sobre as planícies marcianas, uma cena de tirar o fôlego de qualquer pessoa. Esta cena pode ser vista no vídeo acima.
Spirit, o irmão gêmeo
Opportunity explorou o hemisfério oposto do planeta em relação ao seu irmão gêmeo Spirit, outra missão que superou as expectativas. Spirit também deveria funcionar por 90 dias, mas sobreviveu por seis anos até 2010, quando ficou atolado na areia fofa da planeta.
Por quase dois meses, Spirit funcionou como uma plataforma científica estacionária, mas repentinamente os controladores perderam o contato com ela. Tentativas foram feitas para restabelecer a comunicação até maio de 2011, quando a missão foi declarada completa.

Silêncio
Marte está um pouco mais quieto hoje.
Curiosity e InSight estão mantendo o legado deixado pelo Opportunity e em breve se juntarão às novas missões da NASA e da Europa.
Muitos disseram "adeus" ao Spirit e outros dirão o mesmo ao Opportunity. No entanto, o legado deixado por essas naves é tão grande que não é delírio algum dizer "até breve" aos valentes exploradores.

FONTE: https://www.apolo11.com/
Category: 0 comentários

O QUE TEM PARA O MÊS DE DEZEMBRO NO CÉU.


Olá caçadores de conhecimentos!

Como prometido estamos aqui com o boletim mensal de eventos no céu, neste mês de Dezembro de 2017, assim como em todo ano neste mês, teremos chuva de meteoros. Trata-se da chuva de meteoros Geminidas. todo ano a nossa nave espacial, planeta terra, passa pelo rastro de detritos deixado pelo asteróide 3200 Faetonte entre os dias 9 e 19 de dezembro. Este ano, as datas bacanas para observação do fenômeno são 13 e 14 de dezembro, estas que representam o pico do evento.
Sendo a chuva de meteoros mais esperada do ano, pois em média temos cerca de 120 meteoros por hora sendo observados, este ano a chuva de meteoros geminidas ocorrerá em um momento em que a lua estará na fase nova, o que proporcionará um espetáculo a mais, pois a luminosidade no céu estará reduzida.

Como visualizar?

Para observar esta chuva de meteoros não precisa usar instrumentos ópticos, basta olhar na direção da constelação de Gêmeos que nasce a leste e por meados das 2 horas da madrugada(horário de Brasília) ela estará se deslocando para o Norte se direcionando para oeste do firmamento, este é o horário ideal para observar. Não olhe diretamente para a constelação, mas olhe na direção dela. 

O Asteróide 3200 Faetone.


O grande responsável por esta chuva de meteoros é o 3200 Faetone, ele cruza a trajetória da Terra durante a sua vigem pelo espaço deixando um rastro de detritos por onde passa, assim , nosso paneta ao cruzar por estes detritos faz com que, visualizados da terra, tenhamos oportunidade de ver a tal chuva geminidas, e para completar as informações, tal meteoro fara a sua aproximação máxima do planeta 2 dias depois do pico do evento de chuvas de meteoros desse ano, mais precisamente no dia 16 de dezembro de 2017, a grande rocha tem cerca de 5,1 km de diâmetro e está sendo monitorada quanto a sua trajetória no espaço.

Agora é torcer para que o tempo não fique fechado e antecipar os fogos de artifício da virada do ano com um sabor diferente, estes são naturais! Bons céus.

NOVIDADES NO BLOG


Olá caros leitores do Blog Ciências aqui!!!
O ano de 2017 está chegando ao fim e nós que fazemos este espaço estamos preparando algumas novidades para esta página, não me contive e neste post vou adiantar umas coisas que estamos pensando para o fim deste ano e para o ano de 2018.
Bom, o objetivo deste blog é dar apoio, fornecer informação e divulgar a ciência para todos que gostam do tema FÍSICA, ASTRONOMIA, QUÍMICA, esta também é uma maneira de desenvolver uma ajuda aos alunos que apresentam uma certa dificuldade nesses temas e ou dar suporte para alunos turbinarem os seus trabalhos escolares.
Pensando em tudo isso, nós que fazemos o blog Ciências aqui!!! vamos também realizar uma atualização no espaço deixando ele mais atrativo e interativo, vamos conhecer as mudanças?

O que vai ter de novo?

. Boletins periódicos de eventos no céu - Estaremos dando detalhes de eventos no céu brasileiro durante todos os meses do ano, sejam eles simples, complexos ou raros.

. Criação da página do blog no Instagram - Para os amantes dessa rede social estaremos dispondo de uma página no instagram para que os leitores possam estar por dentro das atualizações do blog

. Estaremos abrindo o espaço do blog para o leitor. -  Isso mesmo... estaremos disponibilizando enquetes, sorteios de brindes como livros com o perfil do blog, basta que o leitor siga o blog nas redes sociais Facebook e Instagram  e aguardar as promoções, elas virão no tempo certo.

. Continuaremos a dar um conteúdo de qualidade no blog com mais qualidade e mais frequência - Este ano pecamos nesse ponto, estivemos ausentes, mas a ausência tem uma justificativa, a de estarmos analisando a possibilidade de ofertar mais para aqueles que nos acompanham, logo, o leitor não vai mais ficart sem informação sempre teremos posts para visualizar.
. E o melhor!!!! A abertura de nosso canal no YOU TUBE. Breve estaremos com um canal no YOU TUBE  agregado ao Blog, este canal estará no ar com informações bacanas dos conteúdos que o blog oferece, estaremos oferecendo um material áudio visual rico em assuntos relacionados a ciência que você estará em contato. Então, amigo, você não pode perder estas novidades que estaremos implantando no blog, aos poucos estaremos atualizando, não perca este blog de vista, e não saia do nosso campo visual.

Você só tem a ganhar nos acompanhando, não fique de fora, siga-nos pois, aqui tem Ciência, CIÊNCIAS AQUI!!!
Abraços!

Rennan Lopes
Autor do Blog

Cassini dá adeus em mergulho no planeta Saturno


A sonda interplanetária Cassini encerrou sua missão nesta sexta-feira, às 08h55 BRT, da forma mais magistral possível: mergulhando na atmosfera saturniana na forma de uma grande bola de fogo.
O impacto intencional foi esperado para acontecer às 08h55 BRT e toda a operação foi monitorada pelos pesquisadores no JPL, Laboratório de Propulsão a Jato, da NASA, que controla a operação da nave. Durante a descida fulminante, que durou cerca de 1 ou 2 minutos, os pesquisadores coletaram os últimos dados científicos, transmitidos em tempo real e captados pelas gigantescas antenas da Rede do Espaço Profundo. Até o Gran Finale, como o evento está sendo chamado, a Cassini completou diversas orbitas ao redor de Saturno e em diversos momentos a sonda contornou a borda interna dos anéis. Em outros momentos praticamente raspou as bordas da atmosfera superior. O objetivo dessas aproximações foi coletar o máximo possível sobre a composição do material que compõe as os anéis e também o topo da atmosfera do planeta. Final em Tempo RealAs imagens finais feitas pela Cassini serão enviadas à Terra várias horas antes do mergulho final, mas os dados científicos dos múltiplos instrumentos serão enviados tempo real até que o contato seja perdido. Embora seja sempre triste o fim de uma missão, o mergulho derradeiro da Cassini será verdadeiramente espetacular, já que marcará uma das viagens interplanetárias cientificamente mais ricas em nosso sistema solar. Desde que foi lançada, em 1997, até seu Gran Finale, a missão Cassini-Huygens acumulou, provavelmente, a mais notável lista de descobertas já feitas por uma nave espacial.

Veja vídeo produzido pelo JPL/NASA do Gran Finale CLICANDO AQUI 

Para Saber Mais  CLIQUE AQUI

Fonte:

Postagens populares

Seguidores